Joelho

JoelhoApesar de extremamente parecidos no todo, nós, seres humanos, somos unidades individuais com características particulares que exigem um tratamento personalizado e diferenciado longe de uma produção em série. Por essa razão, embora obedecendo-se à um enfoque geral, não se pode tratar todos os pacientes com o mesmo diagnóstico da mesma maneira, pois isso é impossível frente as variações físicas e às necessidades e pretensões de cada um deles. Se utilizássemos a mesma técnica de reconstrução do ligamento cruzado anterior de uma jovem franzina de 1,50m de altura e para um atleta de 1,90m, certamente um seria subtratado ou hipertratado desnecessariamente. Essa é a explicação de porque alguns pacientes com o mesmo diagnóstico recebem diferentes tratamentos, e consequentemente têm diferentes pós-operatórios.

Alguma confusão também costuma ocorrer com certos instrumentos do arsenal terapêutico, como o artroscópio por exemplo. Os leigos costumam generalizar todos os procedimentos terapêuticos realizados com um artroscópio como se fossem um só, sem saber que em uma artroscopia podem ser realizados apenas um ou mesmo vários procedimentos, o que mudará radicalmente os pós-operatórios resultantes.